terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Planeta Sustentável - o futuro a gente faz agora.
 O que seria de nós sem a fotossíntese? O que seria de nós sem algas e plantinhas verdes? As algas garantem nosso oxigênio nos pulmões do planeta que são os oceanos. Os vegetais são os únicos seres vivos capazes de transformar e armazenar parte da energia solar em produtos complexos. Esses compostos (açúcar, proteínas, celulose, gorduras etc.) estocam energia e servem de matéria prima às diversas formas de vida. Pelas leis da termodinâmica, a energia se degrada. Em todo o processo de trabalho, a energia vai se transformando e sendo perdida sob a forma de calor. É o princípio da entropia. Da energia de um tanque de gasolina, quando se usa um carro, o que resta? Apenas o calor dissipado no meio ambiente. O mesmo ocorre com o alimento ingerido. Não é possível recuperar a energia inicial se tentássemos refazer esse ciclo, ao contrário. Tudo termina em calor e resíduos. A atividade humana tem balanço energético negativo. Mas a principal fonte de energia da agricultura é o sol. E ele está sempre alimentando o planeta com sua energia. Desconsiderando-se essa fonte abundante e gratuita, a agricultura tem um ganho energético positivo na maioria dos processos. Os processos industriais, os serviços e o consumo gastam energia e sempre terão baixíssima sustentabilidade. Quanto mais um sistema ou modo de vida está construído sobre o verde e a fotossíntese, mais ele é renovável e sustentável... Até que se apague o sol.
        Os ciclos agrícolas repetem-se há milhares de anos. As plantas absorvem a energia solar e reciclam resíduos. Animais e humanos devoram, consomem, desfrutam e degradam matérias primas vegetais: pastos, alimentos, lenha em padarias e pizzarias, madeira de móveis e casas, borracha de pneus... E petróleo, energia solar armazenada por algas e micro organismos e fossilizada, cujos derivados nos cercam em abundância.
         A população humana seguirá crescendo. A demanda por alimentos, matérias primas, energia, bens e serviços também. Para satisfaze-la é necessário não ultrapassar a capacidade de produção dos sistemas naturais nas práticas extrativistas, como a pesca e a coleta de matérias primas nas florestas (madeiras, fibras etc.). Os limites de produção dos sistemas extrativistas já estão atingidos e em muito pouco poderão ser ampliados. O desafio é de gestão. Já o caminho da sustentabilidade e da energia renovável passa pela agricultura moderna, não extrativista. A conscientização ambiental, a racionalização de processos produtivos, o consumo consciente, a economia de energia e as novas atitudes dos cidadãos ajudam, mas não estão na base das soluções. Elas estão no campo e precisa do apoio das cidades. Os tempos de mudanças globais trazem duas preocupações: como reduzir emissões e como retirar o "excesso" de gás carbônico da atmosfera. Soluções de grande magnitude para esses problemas estão na agricultura brasileira e na bioenergia.
         Com temperaturas mais elevadas, os países de clima temperado vão se interessar cada vez mais pelas tecnologias sustentáveis para agricultura tropical desenvolvidas no Brasil. O caminho da sustentabilidade é a intensificação da sua agricultura, aumentando a produtividade sem desmatamentos e promovendo uma melhor gestão territorial do agronegócio, com ciência, consciência e tecnologia.

*Evaristo de Miranda é Doutor em ecologia e Chefe Geral da Embrapa Monitoramento por Satélite

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maquetes com a Prof. Maria

Maquetes com a Prof. Maria
Todo conteúdo trabalhado com a prática e a vivência do aluno torna-se atraente e de melhor entendimento. Assim como outros assuntos vistos na escola, o Sistema Solar é um pouco complexo para ficar apenas na teoria, então a Professora Maria propôs a construção de maquetes.

O que significa a escola na vida do adolescente?

fotoefeitos
O ano de 2012 se encerra com uma ação solidária. Alunos, Pais e professores da escola Coronel foram mobilizados pelo projeto Natal Solidário. O objetivo maior foi vivenciar a cidadania por meio da participação social. A professora Raquel ensaiou um lindo coral natalino que se apresentou no Lar da Esperança. A visita ao Lar contou com a presença de um mini Papai Noel que presenteou todas as crianças. Uma alegre tarde com pula-pula, música, bolo e muito amor!

Nós Gostamos da nossa escola!

Montagem criada Bloggif

Bom Professor X Professor Fascinante

1- Bons professores são eloqüentes, professores fascinantes conhecem o que está por detrás das palavras.
2- Bons professores possuem metodologia, professores fascinantes possuem sensibilidade.
3- Bons professores educam a inteligência lógica, professores
fascinantes educam a emoção.
4- Bons professores usam a memória como deposito
de informações, professores fascinantes usam-na como suporte da arte de pensar.
5- Bons professores são mestres temporários, professores fascinantes são mestres inesquecíveis.
6- Bons professores corrigem comportamentos, professores fascinantes ajudam a resolver conflitos em sala de aula.
7- Bons professores educam para uma profissão, professores fascinantes educam para a vida.
Augusto Cury

Dia "D" - A autoavaliação é a escola olhando para ela mesma e tentando melhorar.

Dia "D" -  A autoavaliação é a escola olhando para ela mesma e tentando melhorar.
O dia "D" tem como objetivo olhar para o trabalho desenvolvido na unidade e traçar planos de ação, priorizando e identificando aspectos que demandam mais atenção na rotina escolar. Sob a liderança da Diretora Simone, contamos com a presença da Equipe Gestora, do Grêmio Estudantil, APM, Conselho de Escola e Funcionários.

Fato inédito foi a votação eletrônica. nas eleições para o Grêmio Estudantil.

Fato inédito foi a votação eletrônica. nas eleições para o Grêmio Estudantil.
A novidade deste ano foi o sistema de votação, alunos votaram em uma urna eletrônica, simulando os mesmos procedimentos de uma urna eleitoral. Acreditamos que estamos preparando cidadãos para o futuro, pois o grêmio estudantil é um órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades. Um dos seus principais objetivos é levar os alunos a participar cada vez mais das atividades de sua escola. O evento se realizou nas dependências da escola e contou com o apoio da Supervisora Valéria Galdeano, da Direção, Professores, Funcionários e Alunos.

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO. Microsoft PowerPoint

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO. Microsoft PowerPoint
O compromisso com a aprendizagem de todos os alunos só se efetiva com uma escola que aprende, que oportuniza e potencializa espaços de formação condizentes com as necessidades de todos os sujeitos aprendizes. O conceito de escola que aprende, assumido aqui no Coronel, é o de que todos os atores do espaço escolar estão diretamente envolvidos com a construção de saberes para si e para os demais. Os espaços de formação da escola que aprende (ATPC, Reuniões Pedagógicas, Conselhos de Classe e Série, Reuniões de Planejamento) devem garantir a problematização sobre “como aprendem os que ensinam?” com a finalidade de refletir sobre a construção dos saberes profissionais necessários aos educadores que se comprometem com a aprendizagem de todos os alunos. Só aprendem a ensinar aqueles que aprendem a aprender.

É PROIBIDOO USO DE CELULARES, MP4 E SIMILARES DENTRO DA SALA DE AULA, CONFORME LEI ESTADUAL N º12.7

É PROIBIDOO USO DE CELULARES, MP4 E SIMILARES DENTRO DA SALA DE AULA, CONFORME LEI ESTADUAL N º12.7
Se o professor flagrar o aluno estará sujeito às penalidades previstas no Regimento Escolar.

Seguidores